O que é qualidade de segurado do INSS e período de graça | Duarte Viana e Polchachi

O que é qualidade de segurado do INSS e período de graça

Para saber se você tem direito a um benefício da previdência social, seja como segurado, seja como dependente é muito importante entender o que é a qualidade de segurado e o período de graça.

Se preferir, pode assistir o vídeo que gravamos sobre o assunto:

Você também pode descobrir se possui a qualidade de segurado ou se está no período de graça por meio das seguintes perguntas:

Para ter acesso aos benefícios previdenciários do INSS é preciso que sejam feitas contribuições antes da ocorrência do evento a ser coberto com o recebimento de um benefício previdenciário (como um seguro).

Enquanto você estiver contribuindo você possui a qualidade de segurado do INSS.

Essa qualidade também é mantida enquanto você estiver recebendo um benefício do INSS.

Além disso, existe um período no qual é possível receber benefícios do INSS, mesmo sem que você esteja realizando contribuições e nem recebendo um benefício previdenciário, esse é o chamado de período de graça.

O período de graça pode variar de 3 meses a 36 meses.

3 meses – após o licenciamento ou “baixa”, quando um segurado precisa ser afastado do trabalho para prestar serviço militar obrigatório que acarrete a suspensão do vínculo de emprego, após ter sido incorporado às forças armadas para prestar serviço militar.

6 meses – após a última contribuição do segurado facultativo.

12 meses – após o término da segregação do segurado acometido de uma doença que tenha a segregação do segurado como obrigatória.

12 meses – após a colocação em liberdade do segurado que estava preso – qualidade de segurado não vem do fato de estar preso, mas de ter feito contribuições antes disso.

12 meses – após a cessação das contribuições do segurado obrigatório que deixar de desempenhar atividades remuneradas. Ex: empregado demitido (sem que tenha começado a contribuir com contribuinte individual ou facultativo);

  • Pode ser acrescido de 12 meses, totalizando 24 meses, se já tinha feito 120 contribuições (10 anos), sem perder a qualidade de segurado.
  • Pode ser prorrogado por mais 12 meses, totalizando 36 meses, se a condição de desemprego ocorrer contra a vontade do trabalhador, comprovando essa situação por meio de registro no órgão do MTE. Existe entendimento que mesmo sem esse registro, a prova do desemprego pode ser feita por outros meios.

Se no curso do período de graça o segurado desenvolveu uma doença que impossibilitava o exercício de atividade remunerada e que justificaria a aposentadoria por invalidez, será mantida a possibilidade de receber benefícios do INSS.

Se preferir, também pode entrar em contato com uma especialista, direto pelo botão:

Outro artigo que pode te interessar: Ainda é possível desaposentar ou reaposentar?

Artigos Relacionados

Receba nossas

Novidades

Gostaria de receber notícias e artigos sobre assuntos de seu interesse?
Coloque seus dados abaixo que teremos o maior prazer em compartilhar com você

Atendimento via WhatsApp